A guarita e a garagem são os pontos mais vulneráveis das residências. Segundo o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), Hubert Gebara, no caso da guarita, ela é o coração do condomínio, ou seja, “se a guarita cai, o condomínio também cai”.

Já as garagens são os alvos de 80% das invasões a condomínios, revela pesquisa realizada pelo Secovi-SP em parceria com empresas de vigilância. Segundo o Sindicato, o controle dessas áreas demanda aparato eletrônico, sem esquecer das áreas comuns, muros e arredores.

Criar um esquema de segurança integrada entre os condomínios também pode ajudar, já que, se um porteiro estiver impossibilitado de acionar os esquemas de segurança, o porteiro do condomínio mais próximo pode fazer isso.

O Secovi-SP também separou outras dicas que vale à pena seguir. Confira abaixo:

  1. Antes de sair, teste o sistema de segurança interno, se houver;
  2. Peça para deixar as correspondências na portaria e suspenda a entrega de jornais e revistas;
  3. Deixe a chave e um telefone de contato com parente ou amigo, de preferência que não more no local;
  4. Não entregue suas chaves a pessoas fora do círculo familiar e não as deixe na portaria;
  5. Não informe a data de retorno aos funcionários do condomínio;
  6. Deixe algum vizinho avisado de sua ausência, pois ele poderá observar alguma irregularidade em sua residência;
  7. O síndico deve evitar dar férias aos funcionários neste período, para não desfalcar o quadro.
  8. O zelador deve testar os sistemas de segurança e alarmes;
  9. Funcionários não devem dar informações a ninguém sobre quem está viajando e o período de ausência;
  10. O condômino tem de acender a luz interna do veículo ou abaixar o vidro ao chegar. Isso facilita o reconhecimento do motorista, evitando a entrada de invasores que poderiam ter tomado o controle do carro. Também deve avisar sobre as visitas e entregas que vai receber, bem como confirmar com exatidão na portaria (antes de descer) o assunto de que se trata e a identificação correta da pessoa que está à sua espera;
  11. O morador deve ainda respeitar as regras do condomínio quando for realizar festas. Um vigia extra é recomendável, dependendo do tamanho do evento.

Fonte: http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/noticias/infomoney/2011/12/29/ferias-e-festas-exigem-cuidados-com-a-seguranca-de-casas-e-condominios.htm

Ligar Agora