Quando se fala em segurança de condomínios, investir na segurança eletrônica para proteger seus moradores é o 1º passo, porém não adianta tanta tecnologia, equipamentos modernos e esquecer de um detalhe, que é treinar e preparar toda a equipe de funcionários, principalmente o porteiro. Em muitos casos de invasão em condomínios verticais a falta de procedimentos do porteiro foi o principal fator.

Além da conscientização de todos os moradores para respeitarem os procedimentos a serem implantados na portaria, o profissional responsável pelo controle de acesso deve receber um treinamento e colocar em prática alguns procedimentos. Veja o que mais pode ser feito pelo porteiro para melhoria na segurança de seu condomínio:

  • Cuidado para não se enganar por supostos funcionários de companhias de água, luz, telefone, TV a cabo, carteiros, etc. São alguns dos métodos que os criminosos usam para entrar;
  • Quando atender estranhos no portão, o porteiro deve mantê-lo fechado;
  • Antes de abrir qualquer portão, deve-se sempre observar ao redor das entradas para ver se está tranquilo e não há ninguém em atitude suspeita;
  • Porteiro não deve se aproximar do gradil para atender a estranhos;
  • Deve ser anotada a entrada de prestador de serviços.

Lembre-se: “Não adianta ter os melhores equipamentos de segurança e não ter um bom treinamento profissional do porteiro e do zelador”. O fator humano é o principal e fundamental para a segurança do lugar.

Fonte: http://www.dicaseg.com/2014/06/seguranca-em-condominios-o-porteiro.html

Ligar Agora